Como a Segurança do Trabalho Ajuda a Reduzir Acidentes

Trabalhar em um ambiente seguro e confortável é o ideal para que todos os profissionais possam exercer as suas atividades trabalhistas da melhor forma possível, porém a realidade é outra, pois na maioria das empresas o ambiente de trabalho é precário e perigoso, mas para acabar com isso foi criada a segurança do trabalho.

A segurança do trabalho é uma ciência criada para prevenir os acidentes de trabalho e as doenças ocupacionais. Para garantir a segurança e bem-estar dos trabalhadores toda empresa precisa ter uma equipe multidisciplinar composta por vários profissionais focados na segurança das pessoas dentro das instalações da empresa, são eles: médico do trabalho, enfermeiro do trabalho, técnico de segurança do trabalho e engenheiro de segurança do trabalho.

Todos os profissionais da equipe de segurança do trabalho têm por obrigação encontrar formas de prevenir ou diminuir ao máximo os casos de acidentes e doenças de trabalho.

Como a segurança do trabalho ajuda a diminuir os acidentes

O setor de segurança do trabalho de uma empresa ajuda a diminuir os acidentes realizando ações dentro do ambiente de trabalho com o intuito de conscientizar os empregados, que sua segurança depende em grande parte deles mesmos, porque é muito comum trabalhadores realizarem atividades perigosas sem a devida proteção e se arriscam tendo a plena consciência de que não estão seguros.

Entre as ações que a segurança do trabalho cria para melhorar o ambiente de trabalho e minimizar as ocorrências de doenças e acidentes podemos destacar a SIPAT.

O que é SIPAT

SIPAT é a Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho, como o nome já diz ela deve ser realizada por um período de uma semana, ela é obrigatória em todas as empresas e é indicado que seja realizada uma vez ao ano.

Segundo Rafael Lobo que é sócio da empresa paulista Conceito Zen que é especializada em atividades para SIPAT “essa semana é uma das formas mais eficazes usadas pela segurança do trabalho em conjunto do SESMT e CIPA para prevenir os acidentes de trabalho, porque ela é composta de diversas atividades com o objetivo de conscientizar os trabalhadores do seu papel na segurança do seu ambiente de trabalho e também conscientizar os patrões das suas obrigações com seus empregados“.

Ainda segundo Rafael, a SIPAT é considerada um treinamento, por isso, deve ser realizada no horário de trabalho e todos os profissionais devem participar das atividades. Entre as atividades feitas em uma SIPAT, estão: palestras, gincanas, sorteios, jogos, teatro e música, tudo voltado para a segurança do trabalho e prevenção de acidentes e doenças provenientes das atividades do dia a dia.

Para conhecer mais sobre a Conceito Zen acesse o site oficial da empresa: www.conceitozen.com.br

Palestras

O setor de segurança do trabalho tem a função de levar palestras para a empresa tratando das mais variadas causas dos acidentes e doenças ocupacionais, sem falar que essas palestras auxiliam os trabalhadores em situações que prejudicam não só a sua vida profissional como também pessoal, que são o alcoolismo, drogas e o fumo, pois esses vícios são capazes de destruir a vida de qualquer um.

Para conseguir a atenção dos trabalhadores, a segurança do trabalho busca contratar palestras interativas e menos cansativas, porque o assunto é muito sério, mas não precisa ser explicado de forma monótona.

Portanto, a segurança do trabalho ajuda a reduzir acidentes, porque cria maneiras de conscientizar os trabalhadores dos riscos que correm diariamente no trabalho e apresenta soluções para prevenir doenças e acidentes de trabalho.

Dicas para Evitar Acidentes de Trabalho

Trabalhar todos os dias é a obrigação de todas as pessoas que precisam de dinheiro para viver e também querem ter sua realização profissional, pois não tem coisa melhor do que passar o tempo trabalhando em algo que ama de verdade.

Trabalhar em um ambiente seguro e confortável é o que todo trabalhador tem direito, mas infelizmente, poucos conseguem, já que a maioria dos trabalhadores exercem suas profissões em lugares pequenos, mal cuidados, perigosos e sem os equipamentos de segurança adequados.

Para cuidar da integridade física dos trabalhadores, o Ministério do Trabalho criou a segurança do trabalho, uma ciência que tem como foco principal evitar, de todas as formas, que os acidentes de trabalho e doenças ocupacionais ocorram em empresas de pequeno, médio e grande porte.

Mesmo que estejam trabalhando em uma empresa que conte com um setor de segurança do trabalho, todos os empregados devem ter cuidado com seu bem-estar e saúde. A primeira coisa que eles devem fazer é exigir aos seus superiores todos os seus direitos, porque somente assim, eles poderão trabalhar com total segurança.

Para os trabalhadores e proprietários de empresas que querem um ambiente de trabalho cada vez mais seguro, aqui vão algumas dicas muito importantes que devem ser seguidas diariamente.

Dicas para evitar acidentes de trabalho

Para ter um dia bom de trabalho livre de acidentes, durma bem e na hora que for realizar qualquer atividade, preste muita atenção;

Não brinque no ambiente de trabalho, guarde as brincadeiras para a hora de descanso;

Se for realizar uma atividade que pode prejudicar seus olhos, não abra mão de usar os óculos de proteção, porque olhos perdidos não podem ser recuperados;

Procure não realizar as suas atividades com pressa, porque isso pode causar algum acidente. Se o tempo estiver pouco, deixe para terminar o trabalho no outro dia;

Quando for realizar um trabalho e tiver dúvidas de como ele deve ser feito, pergunte ao seu superior, assim, evitará um acidente de trabalho fazendo tudo do jeito certo;

Em trabalhos que ofereçam perigo para as mãos, use as luvas de proteção que devem estar em ótimo estado;

Tenha cuidado para não se machucar no ambiente de trabalho com pregos, vidros, fios e outros materiais que podem causar verdadeiras tragédias;

Se estiver operando uma máquina e perceber que ela está apresentando algum defeito, desligue-a, fale com seu supervisor e só volte a usá-la quando for consertada;

No seu trabalho, jamais utilize ferramentas improvisadas, fale com seu chefe e exija ferramentas novas e adequadas para o serviço que será realizado;

Use todos os equipamentos de proteção individual (EPI) que o seu trabalho pedir, assim estará cuidando da sua integridade física evitando diversas tragédias;

Siga todas as instruções do seu superior, preste muita atenção para não correr riscos;

Todo trabalhador é obrigado a usar todos os equipamentos de proteção que devem ser fornecidos gratuitamente por seus patrões;

Se não tiver qualificação como eletricista, jamais realize trabalhos com energia elétrica, porque é muito perigoso;

Siga todas as regras de segurança da empresa.

Portanto se quer evitar os acidentes de trabalho e as doenças ocupacionais, siga as dicas acima e tenha uma carreira longa livre de machucados e doenças. Então cuide-se no seu trabalho.

Curso de Técnico de Segurança Vale a Pena?

A segurança do trabalho é uma ciência criada para prevenir os trabalhadores dos acidentes de trabalho e doenças ocupacionais, encontrando formas de minimizar os perigos e melhorar a qualidade de vida de todos os empregados.

Toda empresa deve ter uma CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), formada por trabalhadores da empresa e de uma equipe multiprofissional chamada (SESMT) Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho, nesse serviço, alguns profissionais são indispensáveis, como: auxiliar de enfermagem do trabalho, enfermeiro do trabalho, médico do trabalho, engenheiro de segurança do trabalho e técnico de segurança do trabalho.

Curso de técnico de segurança do trabalho

O curso de técnico de segurança do trabalho é voltado para a formação de profissionais que precisam conhecer as normas técnicas de uma empresa, procedimentos de segurança e todas as questões envolvendo a higiene e a saúde, que são itens muito importantes na formação de uma equipe de trabalho, porque funcionam como uma ligação entre trabalhadores, médicos, engenheiros e dirigentes de empresas.

Assuntos abordados no curso de técnico de segurança do trabalho

  • Realizar medidas e avaliações de controle de riscos físicos, biológicos e químicos;
  • Monitoramento de riscos ocupacionais;
  • Planejar ações educativas em segurança e saúde do trabalho;
  • Fazer controle de riscos de acidentes e ergonômicos;
  • Realizar investigação, registro e controle de incidentes, acidentes de trabalho e doenças ocupacionais;
  • Auxiliar e executar ações de elaboração dos programas de segurança e saúde do trabalho;
  • Prestar assistência de primeiros socorros;
  • Auxiliar na criação e implantação de planos de emergência;
  • Auxiliar na implantação e implementação da política de saúde e segurança do trabalho e muito mais.

Como funciona o curso técnico de segurança do trabalho

O curso de técnico de segurança do trabalho tem duração aproximada de 18 meses e é composto por matérias que envolvem as áreas de segurança, comunicação, legislação, engenharia, administração, informática, psicologia, controle de riscos, medicina preventiva e higiene.

Após a conclusão do curso, o técnico de segurança do trabalho tem um vasto mercado para trabalhar, porque todas as empresas, não importando o seu porte, necessitam desse profissional, além disso, ele deve estar presente no setor de segurança de todas as empresas, pois, só assim os trabalhadores poderão ficar livres dos acidentes de trabalho e das doenças ocupacionais.

Em muitas empresas, o técnico de segurança do trabalho, que recebe esse título depois de concluir o curso, é o único profissional do SESMT e também é o responsável por todas as decisões relacionadas à segurança de todos os trabalhadores.

Curso de técnico de segurança do trabalho vale a pena?

Muitas pessoas que querem fazer o curso de técnico de segurança do trabalho não sabem se ele vale a pena. A verdade é que esse curso vale muito a pena, porque embora ele seja um pouco caro e exija muita dedicação, o aluno após concluí-lo se tornará um profissional requisitado por várias empresas que são obrigadas a se preocupar com a segurança dos seus trabalhadores.

É muito importante que as pessoas saibam que para conseguir um emprego nesse cargo é necessário ser realmente qualificado e saber tudo relacionado à segurança do trabalho, por isso, é essencial escolher um curso de qualidade que ensine na teoria e na pratica tudo que um técnico de segurança precisa saber.

Importância de Saber Primeiros Socorros

Nós bem sabemos que todos nós podemos passar por alguma situação de risco e por conta disto sofrer algum tipo de acidente com lesão em qualquer local: em casa, no trabalho ou até mesmo no deslocamento (trânsito). Por isso, algo que deveria ser ensinado desde os tempos de crianças é primeiros socorros.

O que é primeiros socorros?

Primeiros Socorros são as primeiras ações realizadas no local dos fatos. É o primeiro atendimento de forma improvisada até a chegada de um profissional capacitado que tomará conta da situação.

Estes procedimentos tem como objetivo manter os sinais vitais da pessoa e tentar ao máximo diminuir as chances da piora da pessoa naquele momento. Estas ações podem ser feitas por somente uma pessoa ou com ajuda de outras também, mas lembrando sempre que a ajuda tem que ser dentro da capacidade de cada um.

O que fazer neste primeiro contato?

Ao se deparar com uma vítima de alguma situação, devemos fazer 3 procedimentos básicos:

  1. Fazer uma rápida avaliação do quadro da vítima;
  2. Verificar se há alguma situação que ameace a vida do socorrista e/ou que possam agravar o quadro da vítima;
  3. Entrar em contato com o resgate profissional.

O atendimento deve ser realizado quando a vítima não tenha condições de cuidar de si mesma.

É sempre ideal é avaliar rapidamente o local do acidente e onde a vitima está, para descartar qualquer possibilidade de outros acidentes. Coisas que você deve se atentar: fios elétricos que estejam soltos e desencapados no chão, vazamento de gás ou de gasolina, rua/estrada com intenso tráfego de veículos que possa se tornar uma situação perigosa de atropelamentos, presença de máquinas trabalhando, risco de desmoronamento do local, etc.

Após fazer esta verificação é de extrema importância entrar em contato com o socorro profissional e dar a assistência necessária para a vítima sempre dentro de suas possibilidades para não agravar a situação.

Como não piorar a situação?

Muitas pessoas quando veem uma vítima querem ajudar, mas por não terem os conhecimentos necessários entram em pânico, e com isso, podem fazer algo errado e agravar a situação. O ideal é manter a calma, avaliar o cenário e chamar rapidamente o resgate. Após feito estes 3 passos como informado acima, você pode e deve aplicar qualquer procedimento apenas se tiver conhecimento e certeza do que está fazendo. Se tiver dúvidas ou falta de confiança, aguarde o auxílio médico e se possível, proteja a vítima de possíveis acidentes que possam acontecer.

Quais os problemas mais comuns?

Quando falamos de primeiros socorros as situações mais comuns de acidentes são:

  • Desmaio
  • Convulsão
  • Choque elétrico
  • Infarto e parada cardiorrespiratória
  • Fraturas, luxações, contusões e entorses
  • Envenenamento
  • Picada de cobra ou outros animais
  • Asfixia
  • Queimaduras
  • Sangramentos e Hemorragias

Importância do conhecimento

Todo tipo de conhecimento sobre como ajudar o próximo é de vital importância, principalmente quando falamos de atendimentos de emergência. Conhecimentos simples de socorro muitas vezes diminuem o sofrimento da vítima no local, evitam complicações futuras e podem ainda salvar vidas.

Como já falado, este tipo de conhecimento deveria ser tratado desde criança para que, na vida adulta, todos pudessem ser socorristas em potencial.

De toda forma, muitas empresas têm realizado treinamentos e palestra de primeiros socorros como forma de levar conhecimento aos trabalhadores no ambiente de trabalho. Falando até como experiência própria quando pude assistir uma apresentação, este é o melhor momento para tirar dúvidas, quebrar tabus e mitos que cercam este assunto.

Vale concluir com a informação: Se você não sabe o que fazer, pelo menos saiba o que não deve ser feito para não agravar mais ainda o quadro da vítima. As vezes, um simples telefone para o resgate profissional já está salvando a vida desta pessoa.

O Que são Normas Regulamentadoras (NR)

Os trabalhadores precisam exercer as suas atividades em um ambiente de trabalho seguro, limpo e confortável, pois a qualidade de vida dos profissionais é essencial para que eles produzam e façam todas as suas atividades da forma correta.

Para ajudar a dar melhores condições de trabalho a todos os profissionais foram criadas várias coisas que hoje são à base das leis trabalhistas, como as (NR) Normas Regulamentadoras.

O que são normas regulamentadoras

As Normas regulamentadoras – NR é o conjunto de requisitos e procedimentos relacionados à segurança e medicina do trabalho, de observação obrigatória para as empresas privadas, públicas e órgãos do governo que tenham empregados direcionados pela Consolidação das Leis do Trabalho – CLT.

Como surgiram as normas regulamentadoras

Primeiro a lei nº 6.514 de 22 de dezembro de 1977, estabeleceu a redação dos artigos 154 a 201 da Consolidação das Leis do Trabalho, relativas à segurança e medicina do trabalho.

De acordo com o artigo 200 da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT é de responsabilidade do Ministério do Trabalho estabelecer as disposições complementares às normas relacionadas à segurança e medicina do trabalho.

Dessa forma, em 1978, o Ministério do Trabalho aprovou a lei nº 3.214, que regularizou as normas regulamentadoras pertinentes à segurança e medicina do trabalho.

Quantas são as normas regulamentadoras?

Na lei nº 3.214 foram aprovadas 28 Normas Regulamentadoras, atualmente temos 36 normas aprovadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

As Normas Regulamentadoras são de observância obrigatória para as empresas públicas, privadas e pelos órgãos públicos de administração direta e indireta, e também pelos órgãos dos poderes legislativo e judiciário que tenham empregados redigidos pela CLT.

Quais são as Normas Regulamentadoras?

1 – Disposições gerais;

2 – Inspeção prévia;

3 – Embargo ou interdição;

4 – Serviços especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho SESMT;

5 – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA);

6 – Equipamentos de Proteção Individual (EPI);

7 – Programas de Controle Médico de Saúde Ocupacional PCMSO;

8 – Edificações;

9 – Programas de Prevenção de Riscos Ambientais PPRA;

10 – Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade;

11 – Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais;

12 – Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos;

13 – Caldeiras, Vasos de Pressão e Tubulações;

14 – Fornos;

15 – Atividades e operações insalubres;

16 – Atividades e Operações Perigosas;

17 – Ergonomia;

18 – Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção;

19 – Explosivos;

20 – Segurança e Saúde no Trabalho com Inflamáveis e Combustíveis;

21 – Trabalho a Céu Aberto;

22 – Segurança e saúde ocupacional na mineração;

23 – Proteção contra incêndios;

24 – Condições sanitárias e de conforto nos locais de trabalho;

25 – Resíduos industriais;

26 – Sinalização de segurança;

27 – Registro profissional do técnico de segurança do trabalho no MTB. Esta norma foi revogada;

28 – Fiscalização e penalidades;

29 – Segurança e saúde no trabalho portuário;

30 – Segurança e saúde no trabalho aquaviário;

31 – Segurança e saúde no trabalho na agricultura, pecuária silvicultura, exploração florestal e aquicultura;

32 – Segurança e saúde no trabalho em estabelecimentos de saúde;

33 – Segurança e saúde no trabalho em espaços confinados;

34 – Condições e meio ambiente de trabalho na indústria da construção e reparação naval;

35 – Trabalho em altura;

36 – Segurança e saúde no trabalho em empresas de abate e processamento de carnes e derivados.

Portanto, as normas regulamentadoras (NRs), foram criadas para assegurar por lei a segurança e bem-estar dos trabalhadores, não importando a atividade exercida.

Diferença entre Técnico e Tecnólogo de Segurança do Trabalho

A segurança do trabalho é o setor da empresa responsável pela prevenção de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais. Essa área é composta por vários profissionais especializados na segurança do trabalho, nos quais estão o técnico e o tecnólogo de segurança do trabalho.

Muitas pessoas têm dúvidas em relação ao técnico e ao tecnólogo de segurança do trabalho, pois, algumas pensam que é a mesma coisa e outros acham que são diferentes, mas não sabem o por que.

Na realidade a maior diferença entre o técnico de segurança do trabalho e o tecnólogo é o grau de escolaridade, pois o técnico é de nível médio e o tecnólogo tem curso superior.

Diferenças entre técnico e tecnólogo do trabalho

Nível – Os cursos para técnicos são de nível médio e os cursos de tecnólogo são de nível superior.

Duração – Os cursos técnicos podem durar entre 2 meses e 3 anos. Os cursos de tecnólogo variam de 2 anos a 3 anos.

Requisitos – Existem cursos técnicos para quem faz apenas o ensino fundamental incompleto, fundamental completo, ensino médio incompleto e ensino médio completo. Já os cursos de tecnólogo exigem que o aluno tenha terminado o ensino médio.

Objetivo – Ambas as profissões têm como objetivo atender as necessidades do mercado de trabalho e formam profissionais capazes de conseguirem um emprego rapidamente na área de segurança do trabalho de uma empresa. Enquanto os técnicos são profissionais mais operacionais, os tecnólogos se tornam gestores, analistas, supervisores e coordenadores.

Como funciona um curso técnico

O curso técnico de segurança do trabalho tem o objetivo de capacitar o aluno com conhecimentos teóricos e práticos em várias atividades no setor produtivo para que entrem rapidamente no mercado de trabalho.

O curso técnico de segurança do trabalho pode ser encontrado em quatro tipos: formação inicial e continuada ou qualificação profissional, integral, concomitante e subsequente.

Ao concluir o curso técnico e receber o certificado, o estudante pode continuar os estudos em uma faculdade. Os cursos técnicos são oferecidos em escolas técnicas, institutos federais de educação e instituições do chamado sistema S (Senai e Senac). O técnico de segurança do trabalho pode receber salários mais altos do que de muitos profissionais de nível superior.

Como funciona o curso de tecnólogo

O curso de tecnólogo em segurança do trabalho e outras profissões é de nível superior e para cursá-lo, é preciso ter o ensino médio completo. É possível encontrar os cursos superiores de tecnologia (tecnólogo) em universidades públicas e particulares.

O curso de tecnólogo também tem o objetivo de qualificar profissionais para atender a demanda do mercado. Sua duração é de 2 a 3 anos e é composto por matérias na teoria e na prática, atividades em laboratórios, estágio obrigatório e apresentação do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC).

Quem faz um curso de tecnólogo pode conseguir um bom emprego no setor de tecnologia das mais variadas empresas e o salário costuma ser alto e copensador.

Portanto a diferença do curso de técnico e do curso de tecnólogo, é que o primeiro é de nível médio e o segundo de nível superior. Então se quer vencer em sua vida profissional, faça um curso técnico ou tecnólogo, ou se preferir, os dois e arrase em sua carreira profissional.

Planejamento em Segurança do Trabalho – Como Planejar e Otimizar

Os acidentes de trabalho e surgimento de doenças ocupacionais continuam sendo muito comuns no mundo todo, porque mesmo com todas as ações para minimizar os riscos nos ambientes de trabalho, continuam existindo profissionais irresponsáveis e empresários que não priorizam o bem-estar de seus colaboradores.

Para diminuir ao máximo os riscos de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais, foi criada a segurança do trabalho, uma ciência feita para descobrir todos os fatores de riscos nas empresas e elaborar soluções para que os trabalhadores exerçam as suas atividades com conforto, saúde e segurança.

Um setor de segurança do trabalho é obrigatório em todas as empresas e é composto pelos seguintes profissionais: médico do trabalho, enfermeiro do trabalho, auxiliar de enfermagem do trabalho, engenheiro do trabalho e técnico de segurança do trabalho. Todos juntos são responsáveis pelas ações de prevenção de acidentes e doenças do trabalho, como a SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho).

Para obter êxito na segurança do trabalho em determinada empresa é necessário realizar um planejamento com todos os pontos importantes para acabar com os riscos no trabalho.

Planejamento em segurança do trabalho

Realizar alguma atividade sem planejamento é um grande erro dos profissionais em segurança do trabalho e de outras profissões, pois fazer as coisas somente por hábito sem planejar tem muita chance de dar errado.

O planejamento em segurança do trabalho é muito importante para ver todos os problemas antecipadamente e com isso já se torna mais fácil encontrar as soluções mais adequadas. Quando se coloca no papel o que vai fazer, fica bem mais fácil chegar ao seu chefe e falar o que pretende realizar.

O planejamento em segurança do trabalho é muito bom, porque você pode verificar todas as ações que serão executadas, corrigir algum item, excluir outro e visualizar todas as possibilidades que poderão ser executadas.

Como realizar um planejamento em segurança do trabalho

Para realizar um planejamento em segurança do trabalho, a primeira coisa a fazer é um esboço, nele é necessário colocar qual o problema, o que quer resolver, por qual motivo quer resolver esse problema, colocar justificativas, como conseguir o resultado desejado e o que abrange esse planejamento.

Depois de fazer um esboço do planejamento de segurança, é preciso ter uma noção do tempo que vai gastar.

Planejamento em segurança do trabalho – otimizar

Para otimizar o planejamento em segurança do trabalho, é preciso reunir uma equipe de profissionais qualificados que encontrem soluções rápidas e eficazes. Um planejamento otimizado é aquele bem feito, em pouco tempo e que dá os melhores resultados.

A qualidade de um planejamento em segurança do trabalho deve ser de acordo com a necessidade. Os materiais utilizados no planejamento devem ser adequados, bonitos, de boa qualidade e com um bom preço.

Para fazer um planejamento em segurança do trabalho, são necessárias muitas coisas, como: recursos humanos, materiais de qualidade, comunicação e custos.

Portanto o planejamento em segurança do trabalho é muito importante para realizar todas as ações preventivas dentro de uma empresa. Esse planejamento, ao longo do tempo, evitará muitas tragédias e trabalhadores doentes, e com isso, os profissionais se tornam pessoas mais seguras, produtivas e podem realizar seus trabalhos sem correr riscos.

Como a Quick Massage Ajuda os Funcionários

Em um ambiente de trabalho, todos os profissionais necessitam de conforto e segurança para exercer as suas atividades, porém, poucas empresas se preocupam com a qualidade de vida dos seus colaboradores.

A lei obriga todas as empresas a disponibilizarem para os profissionais tudo que é necessário para a realização das atividades trabalhistas do dia a dia, como: ambiente de trabalho confortável e seguro, equipamentos de segurança individuais (EPIs) e motivação para todos os trabalhadores.

Para motivar os funcionários de uma empresa não precisa muita coisa, basta dar a atenção que eles necessitam, cuidar de todos os equipamentos que eles precisam, criar ações para evitar acidentes e doenças ocupacionais e oferecer algumas coisas para os relaxarem como massagens.

Benefícios da massagem em um ambiente de trabalho

Disponibilizar massagens para os profissionais de uma empresa é uma forma de deixá-los mais relaxados, concentrados e focados nas suas atividades. Os donos das empresas podem encontrar muitos tipos de massagens para oferecer aos seus trabalhadores, entre as quais está a Quick Massage.

O que é Quick Massage?

A Quick Massage ou massagem rápida em português é uma massagem que reúne as técnicas orientais do Anmá e Shiatsu. Ela é uma massagem rápida, tem duração de até 15 minutos, por isso pode ser feita nos intervalos das atividades.

O principal objetivo da Quick Massage é relaxar os músculos dos trabalhadores em apenas alguns minutos. Depois que essa massagem é realizada, o trabalhador começa a se sentir bem melhor.

Essa massagem é feita em uma cadeira ergonômica fabricada especialmente para ela. Essa atividade só pode ser colocada em pratica por um profissional qualificado, como um massoterapeuta ou massagista.

A Quick Massage em empresas proporciona muitos benefícios para todos os trabalhadores, alguns deles são: faz as dores desaparecerem, combate o estresse, relaxa os músculos, diminui as tensões do dia a dia, proporciona bem-estar imediato e dar mais concentração.

A Quick Massage livra os trabalhadores de todos os desconfortos mentais e físicos, com isso, eles se tornam pessoas mais produtivas e realizam da melhor forma possível as suas obrigações dentro de uma empresa.

Essa massagem pode ser feita nas pernas, cabeça, pescoço, costas e braços e ela relaxa realmente o trabalhador que mais descansado consegue trabalhar com pouquíssimos riscos de contrair alguma doença ocupacional ou sofrer um acidente de trabalho.

A Quick Massage não pode ser realizada em pessoas que tenham passado por uma cirurgia recente, tenham ferimentos graves, problemas de pressão baixa ou alta, febre ou que tenha feito alguma refeição a menos de 40 minutos da massagem.

Como a massagem ajuda os funcionários?

A Quick Massage é uma ótima maneira de ajudar os trabalhadores a relaxarem e se concentrarem mais, porque, ao livrá-los das dores e tensões, os profissionais relaxam e se concentram em suas atividades que precisam ser feitas da forma correta.

Oferecer massagem aos trabalhadores de uma empresa é uma forma de motivar os profissionais e ajudar os donos das empresas, porque quanto mais os trabalhadores se sentirem bem, mais eles vão trabalhar e a empresa vai prosperar.

Portanto se quer oferecer um diferencial para sua equipe de trabalho, contrate um ou mais funcionários da Quick Massage e disponibilize, pelo menos, a cada 15 dias uma sessão de massagem para seus empregados, com certeza, eles irão melhorar suas atividades e tornar a empresa mais lucrativa.

O Que é SIPAT e Porque este Evento é Importante para a Área de Segurança

Todos os dias nos deparamos com notícias de acidentes de trabalho, não importa a localidade, essas tragédias ocorrem com muita frequência. Para diminuir as ocorrências dos acidentes de trabalho, as empresas investem em um setor de segurança do trabalho.

O setor de segurança do trabalho é formado por vários profissionais, como: médico do trabalho, enfermeiro do trabalho, engenheiro do trabalho e técnico de segurança do trabalho, trabalha todos os dias para minimizar os riscos dos acidentes e doenças ocupacionais.

Uma das formas mais eficazes que o setor de segurança do trabalho encontrou para melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores das empresas é a SIPAT.

O que é SIPAT?

A SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho) acontece uma vez ao ano em empresas de pequeno, médio e grande porte, a sua finalidade é promover a conscientização dos trabalhadores para que a empresa onde colaboram se torne um local seguro e bom para trabalhar.

A Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho é tão importante que todas as empresas são obrigadas a realizá-la uma vez ao ano, e todos devem participar desse treinamento, não importando o cargo.

A SIPAT é realizada pela CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), que toda companhia precisa ter, em parceria com o SESMT (Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho). Esses dois setores devem planejar várias atividades que abordam os mais diferentes assuntos relacionados aos acidentes de trabalho, a semana precisa ser divertida, mas informar tudo que for importante para a segurança do trabalho.

Para chamar a atenção de todos os trabalhadores de uma empresa, A SIPAT deve oferecer atividades que sejam ao mesmo tempo, divertidas, dinâmicas e informativas.

Entre as atividades mais comuns e indicadas para uma SIPAT, estão: gincanas, sorteios de brindes, atividades motivacionais e as palestras, que são as mais aguardadas desta semana interna.

A importância das palestras na SIPAT

As palestras realizadas na SIPAT são muito importantes na conscientização dos trabalhadores para prevenir os acidentes de trabalho. Hoje elas abordam todos os assuntos relacionados à segurança do trabalho. Essas palestras são realizadas com profissionais de dentro e de fora da empresa que buscam conscientizar os empregados sobre a segurança do trabalho.

As palestras da SIPAT podem conscientizar os profissionais com gráficos, imagens, vídeos, música, teatro, humor, pesquisas e muito mais.

Algumas empresas se tornaram especialistas em atividades para a Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho, como por exemplo, a empresa paulista Conceito Zen que além de palestras que utilizam humor e interação com os participantes, fornecem ainda outras atividades como massagem e teatro. Algo inovador realmente!

Os assuntos falados nas palestras são os mais variados, porém os de maior destaque são: prevenção de acidentes e doenças do trabalho, como evitar as DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis), utilização correta dos EPIs (Equipamentos de Proteção Individuais), planejamento financeiro e familiar, comportamento no ambiente de trabalho, ética no trabalho, postura correta, como acabar com o consumo de drogas, bebidas alcoólicas e fumo, prevenir incêndios, entre outros.

A SIPAT é importante para a segurança do trabalho

Como podemos ver, a SIPAT tem um papel muito importante na segurança do trabalho, pois através de suas atividades, os trabalhadores se tornam conscientes do seu papel na sociedade e na empresa e os chefes das companhias percebem que é obrigação deles cuidar da qualidade de vida e bem-estar dos seus empregados. Então se tem uma empresa, realize todos os anos uma SIPAT para conscientizar a todos os seus colaboradores.

Porque a Segurança do Trabalho é Fundamental

Todas as pessoas devem e precisam trabalhar, pois, é através do trabalho que se consegue o sustento da família, da casa e consegue comprar o que precisa. Na crise que o Brasil está passando, muitas pessoas aceitam trabalhar em qualquer coisa, mesmo que o ambiente de trabalho não seja seguro, por isso, os acidentes de trabalho ocorrem todos os dias.

Todas as pessoas devem e precisam trabalhar, pois, é através do trabalho que se consegue o sustento da família, da casa e consegue comprar o que precisa. Na crise que o Brasil está passando, muitas pessoas aceitam trabalhar em qualquer coisa, mesmo que o ambiente de trabalho não seja seguro, por isso, os acidentes de trabalho ocorrem todos os dias.

O Ministério do Trabalho está de olho em todas as empresas, porque elas têm obrigação de cuidar do bem-estar e qualidade de vida dos seus funcionários, e para isso, foi criada a segurança do trabalho.

O setor de Segurança do trabalho

Toda empresa deve ter um setor com profissionais especializados em segurança do trabalho, são eles: médico do trabalho, engenheiro do trabalho, enfermeiro do trabalho e técnico de segurança do trabalho, todos esses profissionais têm a função de tornar o ambiente de trabalho da empresa em que estão, em um lugar confortável e seguro.

Os profissionais de segurança do trabalho devem sempre estar atentos a tudo relacionado aos trabalhadores, precisam se certificar que estão usando os equipamentos da forma certa se está trabalhando somente no cargo para qual está qualificado e tem uma postura perfeita nas instalações da empresa.

A segurança do trabalho é uma ciência que estuda as mais variadas formas de oferecer aos trabalhadores todo o suporte e segurança para exercer suas atividades com pouquíssimos riscos de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais.

Para garantir a segurança do trabalho em uma determinada empresa são necessárias duas coisas: a preocupação do dono da companhia com os seus colaboradores e a conscientização dos funcionários, pois a maioria dos acidentes ocorre por causa deles.

Porque a segurança do trabalho é fundamental

A segurança do trabalho é fundamental em todas as empresas, porque as pessoas têm o direito de trabalhar em locais seguros que disponibilizem todo o suporte para realizar os trabalhos como se deve.

A segurança do trabalho não pode faltar nas empresas, porque ela está sempre buscando novas maneiras de facilitar o trabalho dos profissionais e evitar ao máximo que eles corram riscos. Entre as ações da segurança do trabalho para garantir a qualidade de vida dos colaboradores, está a SIPAT.

A SIPAT, Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho, é um tipo de treinamento que deve fazer parte de todas as empresas, ela tem que ser realizada uma vez ao ano e como o nome já diz, sua duração é de uma semana completa.

Muitas empresas não sabem, mas a SIPAT é obrigatória e se não for realizada o estabelecimento será multado e poderá ter outros problemas com a lei.

Nessa semana interna, o setor de segurança do trabalho de determinada empresa reúne várias atividades para conscientizar os empregados de determinada empresa que a segurança no ambiente de trabalho deve começar por eles. Na SIPAT, evento que todos os empregados precisam participar, são tratados todos os assuntos relacionados com o comportamento e bem-estar do trabalhador dentro e fora de uma empresa, e essa conscientização é feita através de gincanas, teatro, palestras, músicas e muito mais.

Portanto, a segurança do trabalho é fundamental porque sem ela os profissionais ficariam largados em seus ambientes de trabalho correndo riscos de vários acidentes e até de morrer, por isso, essa ciência precisa fazer parte de todas as empresas não importando o seu porte.